Tempestade no Cerrado

>Anton Huber


Sobre a obra

Tempestade no Cerrado traz o relato autobiográfico de um trecho da intensa e fascinante vida do suíço Anton Huber, um dos fundadores da cidade de Lucas do Rio Verde-MT. Mostra, com riqueza de detalhes e provas documentais, os deslocamentos, as dificuldades, a tenacidade e a coragem de desbravadores que, em pleno século XX, vivenciaram uma autêntica saga, típica de narrativas lendárias.

Esta obra é uma peça importante, que auxilia a historiografia a compor o quebra-cabeças da recente história da ocupação do norte do Estado de Mato Grosso; nela, a voz de um grupo se materializa na boca de um pioneiro – com sotaque estrangeiro mantido ligeiramente de propósito, conferindo autenticidade à narrativa.

O título metaforicamente remete tanto à dor da natureza sacrificada em prol de uma política de (des)envolvimento do Governo Federal, bem como à dor de inúmeras famílias que deixaram a vida que tinham para trás e enfrentaram uma série de dificuldades, perseguindo o “ouro verde” do novo Eldorado.

Sobre o autor

Anton Huber nasceu em 1933, como primogênito de um pequeno agricultor suíço. Fez o curso ginasial na escola cantonal da região. Em 1951, sua família de 11 membros imigrou para o Brasil. Trabalhou como agricultor em Itapetininga-SP, na propriedade de seu pai.

Convencido da importânica do solidarismo, filiou-se a cooperativas rurais. Em 1965, já casado, transferiu-se para Paranapanema, onde ingressou na Cooperativa de Colonização Holambra, como produtor rural. Lá, dedicou-se ao associativismo, participando ativamente dos assuntos funcionais e culturais da comunidade. Naturalizou-se brasileiro. Como já havia feito em Itapetininga, fundou um coral polifônico misto, ensaiando-o em suas horas vagas e atuando como regente em suas apresentações, até concluir 25 anos de prática regencial. Sua atividade agrícola teve grande expansão produtiva, em meio a altos e baixos. Ligou-se a um grupo de agricultores que pretendia criar um projeto de colonização em Mato Grosso.

Em 1981, foi eleito presidente da Cooperlucas e, em 1982, participou ativamente da fundação de Lucas do Rio Verde. Em 1989, as cooperativas de Mato Grosso confiaram-lhe a direção da Organização das Cooperativas (Ocemat), em Cuiabá-MT. Presidiu a entidade por 10 anos. Defendeu, especialmente, os seguimentos de trabalho e de crédito tanto rurais como urbanos, além de todo o cooperativismo. Como representante de Mato Grosso, foi eleito vice-presidente da OCB nacional, em Brasília. Na ausência do titular, ficou por alguns dias no cargo da presidência.

FICHA

Autor: Anton Huber
Edição: 1ª
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-99146-79-8
Tamanho: 13,8 x 20,8 cm
Nº. de páginas: 368
Gênero: História / Narrativas pessoais
Editora: Carlini&Caniato Editorial
Preço: 38,00

Contatos
Editora TantaTinta / Carlini & Caniato
(65)3023-5714 / 3023-5715
comercial@tantatinta.com.br

Uma resposta em “Tempestade no Cerrado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s